Cuidados pós-verão: como tratar os 3 problemas mais comuns causados pelo sol

Ficou muito tempo no sol e descuidou da pele? Nós te ajudamos a cuidar de manchas e queimaduras neste post. Vem ver!

Mulher de chapéu tomando sol na piscina
Freepik

 

O verão é a época mais esperada do ano. Dias ensolarados na piscina, viagens, praias e, sem dúvida, muita diversão compõe a estação favorita da maioria dos brasileiros.

Só que, devido a empolgação do momento, às vezes ocorrem exageros que podem causar consequências indesejáveis para as pessoas, como por exemplo, a exposição prolongada ao sol.

Uma das vítimas frequentes disso é a nossa pele, que ao final desse  período fica frequentemente com problemas estéticos, como manchas de pele, queimaduras e pele ressecada.
Mas calma! Se você se identificou com os problemas acima, não se desespere. Continue lendo, pois nós consultamos especialistas e conseguimos reunir as  soluções mais simples, porém muito eficazes,  para você recuperar totalmente a saúde e a beleza da sua pele.

Como tirar manchas da pele causadas pelo Sol?

Existem muitos tipos diferentes de hiperpigmentação, mas as manchas de pele mais comuns aparecem após horas de exposição ao sol com pouca, ou nenhuma, proteção solar. Como um mecanismo de defesa natural contra os raios UV, o corpo aumenta a produção de melanina, o que resulta na formação de manchas marrons na pele.
As  manchas de sol podem surgir em qualquer lugar do corpo. Contudo, o caso mais recorrente é elas aparecerem em áreas que são frequentemente expostas ao sol, como rosto, mãos e braços. Você também pode distinguir manchas de sol de outras manchas escuras, porque elas tendem a desaparecer nos meses de inverno.
Um situação desagradável é quando as manchas solares se tornam desbotadas, algo que transforma a mancha ainda mais evidente na pele. Para reverter isso, uma alternativa é a utilização de vitamina C, um agente clareador clinicamente comprovado, à sua rotina diária de cuidados com a pele. No entanto, os efeitos desse  tipo tratamento são demorados, levará pelo menos um mês para ver diferença significativas.
Como alternativa mais rápida, alguns dermatologistas recomendam a utilização de um método denominado “luz intensa pulsada”, ou  o IPL, para reverter esse tipo de dano solar. Um tratamento IPL transmite uma luz brilhante – normalmente através de um dispositivo portátil – que visa a pigmentação da pele. Raramente é doloroso, mas, em alguns casos, você pode sentir uma pequena sensação desconfortável com relação a luz, semelhante à realização de uma depilação a laser.
O IPL é liberado para todos os tons de pele, mas um aspecto importante que vale a pena ressaltar é que sua pele não deve ser bronzeada ao fazer tratamentos a laser. Portanto, para uma melhor eficiência do tratamento, se planeje para a realização dele numa época do ano que sua pele não está bronzeada, por exemplo, nos meses de inverno.

O que é bom para queimadura de Sol?

Primeiramente, é preciso falar que uma pele bronzeada é uma pele danificada, segundo o dermatologista Joshua Zeichner. “A exposição à luz UV acelera a produção de pigmentos, portanto, ter a pele bronzeada significa que você foi exposto. Mesmo uma pequena exposição ao sol pode danificar o colágeno e o DNA das células da pele”, afirma o especialista. Portanto, se sua pele estiver queimada e descascada, isso é um sinal de que o corpo está se livrando das células danificadas da pele.
Infelizmente, atualmente não existem remédios rápidos para reverter um bronzeado ou queimadura solar indesejada; o único tratamento para isso é o tempo. Leva semanas para as células da pele que foram danificadas se renovarem completamente.
Durante esse período, é melhor ficar fora do alcance do sol, e recomenda-se a  utilização produtos hidratantes. Uma péssima escolha durante esse tempo de recuperação é realizar uma esfoliação da pele, não faça isso! Especialmente se a pele estiver descascando, pois se você retirar a pele que está se renovando antes do tempo, há uma grande chance que você crie cicatrizes indesejáveis no lugar da lesão.
Também é importante ter cuidado com a aplicação de maquiagem quando você tem uma queimadura intensa causada pelo Sol. A utilização de pincéis de maquiagem duros, ou de alguns cosméticos com ingredientes que são utilizados para combater a acne, podem agravar ainda mais a pele inflamada.
Escolha esponjas de maquiagem úmidas sobre pincéis duros, e utilize preferencialmente maquiagem mineral leve até que a queimadura se cure.

O que fazer com pele seca?

Mesmo que você não identifique manchas ou queimaduras em sua pele, a exposição ao sol faz com que a pele naturalmente perca sua umidade. Isso faz com que a pele pareça seca e sem brilho no geral.
Um dos métodos mais recomendados por especialistas para resolver isso tipo de problema, é a realização de  esfoliação uma ou duas vezes por semana. Para maximizar o efeito da esfoliação e evitar resultados indesejáveis, você precisa se certificar que você não está bronzeado ou queimado.
A esfoliação se livra de “camadas mortas” de células da pele e é realizada com esfoliantes suaves, como ácido láticos. Contudo, não pode se exagerar, pois uma esfoliação muito intensa pode remover camadas de pele que não deveria, causando efeitos contrários do desejado, como secura, vermelhidão ou até mesmo inflamação.
Uma outra alternativa de tratamento, além de esfoliação, é adicionar antioxidantes à sua rotina de cuidados com a pele. Esses antioxidantes possuem vitaminas, como as C e E,  que ajudam  na reparação as células da pele danificadas.
O mais importante para evitar a existência de todos esses problemas, é a utilização do filtro solar diariamente, mesmo quando a temperatura cai, como no inverno.  Os raios UV são constantes o ano todo – e seus cuidados com o sol também devem ser.
Quer se proteger do sol? Veja as melhores ofertas de protetores solares na Cosmetike e siga nosso blog.